Chery lança Celer

02/04/2013

Celer, o primeiro Chery fabricado no Brasil, precisa ser aprimoradoA proposta do Celer é chegar ao mercado como um carro completo e de baixo custo. Ao todo são 40 itens de série, que vão desde duplo airbag, ar-condicionado, vidro elétrico, até a chave tipo canivete e pintura de parachoques e maçaneta na cor da carroceira. A versão hatch 1.5 16V Flex chega às concessionárias por R$ 35.900, já a versão sedan 1.5 18V Flex será comercializada a R$ 36.990.

A marca chinesa apresentou o Celer no final de março para a imprensa especializada. Durante o test drive, o modelo que será fabricado no Brasil a partir de abril de 2014, mostrou que deixa a desejar em alguns pontos. A versão testada foi um hatch, que o motor trepidava grosseiramente quando se pisava no acelerador com mais intensidade. A impressão era de que o problema estava no suporte do motor. Apesar de a Chery ter informado que a suspensão foi totalmente adaptada para as estradas brasileiras, era nítida a sensação da falta de absorção do sistema. A mudança de marcha não é precisa e um pouco pesada, podendo ficar cansativa em viagens mais longas.

Outro ponto que merece críticas é o acabamento. No Celer testado, alguns itens já estavam quebrados e o capô não fechava direito.

Mas o modelo também merece elogios. O espaço interno é excelente e o visual bastante moderno. O design do Celer foi desenvolvido pelo estúdio Torino, na Itália. O painel é completo, além dos indicadores tradicionais, hodômetro e velocímetro, o modelo possui indicadores digitais, como relógio e consumo instantâneo.

Quanto à potência, a fábrica divulga que o Celer desenvolve 108 cv, quando abastecido com gasolina. Com o etanol, a montadora não tem os números oficiais, mas diz que a cavalaria passa para 112 cv. Já o consumo informado é de 16, 8 km/l com gasolina em rodovias e 13,3 km/l com gasolina em trajetos mistos.

Pós venda

A grande reclamação de consumidores de marcas estrangeiras, e que ainda são de pequeno porte, são os problemas com o pós venda. Para que isso não ocorra, a montadora anunciou que está aumentando o número de autorizadas em todo o país. Atualmente, existem 68 pontos de vendas e 12 em construção. A montadora informou ainda que nas cidades que não tem concessionária, a Chery oferece o serviço de guincho e carro reserva.

Fábrica

O Celer é o primeiro modelo da Chery a ser fabricado fora do território chinês. A fábrica está sendo construída em Jacareí (SP) e será inaugurada no fim deste ano. A previsão é de que a produção do Celer no Brasil comece a partir de abril de 2014. O investimento da montadora é de US$ 400 milhões.

Mesmo o Celer sendo nacional, a montadora informou que não há a previsão de redução do preço. Segundo o vice-presidente da marca, Luís Curi, os impostos nacionais representam 35% do valor do veículo e ainda existe o retorno do investimento da montadora no país.

A fábrica da Chery terá capacidade para produzir quatro modelos. A montadora informou que, inicialmente, além do Celer, eles têm a intenção de produzir um subcompacto, mas não deram mais informações sobre esse novo modelo.

Tiggo

Durante a entrevista coletiva, o vice-presidente da Chery no Brasil informou que, no segundo semestre deste ano, a montadora vai apresentar o novo Tiggo. Ele adiantou que entre as novidades o utilitário vai ganhar a versão automática.

 

Wasleka Chaban